Governo do Rio de Janeiro Rio Poupa Tempo na Web Governo Aberto RJ Página inicial
Aumentar letra    Diminuir letra    Letra normal
Compartilhe nas mídias sociais  
Home :: Plantão dengue :: Notícias

Notícias

Pesquisa busca novos larvicidas contra o Aedes
Brasil - 19/06/2019

Mas eliminar os criadouros é fundamental para evitar a reprodução do Aedes e a transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya.

Pesquisa busca novos larvicidas contra o Aedes

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) desvenda detalhes de um aspecto pouco conhecido da biologia do Aedes, que pode contribuir para novas estratégias de controle do vetor da dengue, zika e chikungunya. Publicado na revista científica Frontiers in Physiology, o estudo aponta que a inibição de uma enzima que atua no processo digestivo das larvas do mosquito pode bloquear o desenvolvimento do inseto, impedindo que o Aedes chegue à fase de mosquito adulto, momento em que é capaz de transmitir os vírus. Os achados abrem portas para a produção de novos larvicidas.

Além do Laboratório de Bioquímica e Fisiologia de Insetos, a pesquisa contou com a participação dos laboratórios de Biologia Computacional e Sistemas e de Fisiologia e Controle de Artrópodes Vetores do IOC. O estudo foi financiado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).

Considerando o papel do Aedes na transmissão de doenças com alto impacto sobre a população, os autores do estudo ressaltam que a possibilidade de desenvolvimento de novos larvicidas pode contribuir para as ações de controle, mas não reduz a necessidade de combater os criadouros do vetor. Segundo eles, é importante lembrar que, assim como a aplicação de inseticidas, o uso de larvicidas deve ser uma medida complementar. O uso excessivo desses produtos leva ao desenvolvimento da resistência pelos mosquitos, reduzindo sua eficácia. Eliminar os criadouros, impedindo o acúmulo de água parada, é fundamental para evitar a reprodução do Aedes e a transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya.

Leia mais sobre a pesquisa aqui.

Fonte: Agência Fiocruz de Notícias


Denúncia de focos



As secretarias Municipais de Saúde são as responsáveis pelo combate direto ao mosquito.

Clique aqui e veja como entrar em contato com a secretaria de sua cidade.
Acompanhe o Rio Contra Dengue nas mídias sociais

Facebook Twitter Youtube
Secretaria de saúde
Links interessantes:
PET Rio sem fumo Rio imagem Rio com Saúde Xô, Zika !!


Alguns direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil