Governo do Rio de Janeiro Rio Poupa Tempo na Web Governo Aberto RJ Página inicial
Aumentar letra    Diminuir letra    Letra normal
Compartilhe nas mídias sociais  
Home :: Plantão dengue :: Destaques

Destaques

Dengue, chikungunya e zika: confira perguntas e respostas sobre estas arboviroses
22/01/2018

O portal 10 Minutos Salvam Vidas selecionou e responde algumas das questões mais comuns relacionadas a estas doenças. Confira!

Dengue, chikungunya e zika: confira perguntas e respostas sobre estas arboviroses

Transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti, a dengue, a chikungunya e a zika têm similaridades e também diferenças. Uma das coisas que têm em comum é o fato de os casos das infecções causadas pelos vírus destas doenças serem mais numerosos no verão.

Isso ocorre porque a alternância de altas temperaturas com chuvas típicas do verão cria o ambiente ideal para o desenvolvimento das larvas e para a reprodução do Aedes aegypti. Além disso, o verão também é ideal para o desenvolvimento das larvas, já que a temperatura é mais favorável para o seu crescimento.

Por isso neste período é tão importante intensificar as ações de controle e combate ao Aedes aegypti. E como o mosquito tem hábitos domésticos, as ações de eliminação dependem do empenho de todos.

Para fazer a sua parte você vai precisar de 10 minutos por semana. Este intervalo é determinado pelo ciclo de vida do mosquito transmissor da dengue. Como este ciclo leva do ovo até a fase adulta, cerca de 7 a 10 dias, se a verificação e eliminação dos criadouros forem realizadas uma vez por semana, será possível evitar o nascimento de novos mosquitos.

Mas há, além da prevenção, outra arma importante no combate ao Aedes aegypti e na prevenção da dengue, da zika e da chikungunya: informação. Por isso, o portal 10 Minutos Salvam Vidas selecionou e responde algumas das questões mais comuns relacionadas a estas doenças. Confira!

O que é dengue?

A dengue é uma doença febril aguda, que pode apresentar um amplo espectro clínico: desde febre, cefaleia e dor no corpo até perda de líquidos e choque hipovolêmico. Enquanto a maioria dos pacientes se recupera após evolução clínica leve e autolimitada, uma pequena parte progride para doença grave, apresentando os sinais de alarme após o término da febre, tais sinais de gravidade incluem dor abdominal intensa e contínua, vômitos, diarreia, hipotensão, extremidades frias, aumento repentino de hematócrito, entre outros.

O que é chikungunya?

A Febre Chikungunya é uma doença febril aguda causada por um vírus do gênero Alphavirus e transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes albopictus e o Aedes aegypti, que também transmite a dengue, os principais vetores. Apresenta geralmente um quadro de artralgia mais intenso, que pode ser pronlongado.

O que é zika?

Trata-se também de uma doença febril aguda, causada por um vírus que foi descoberto pela primeira vez em 1947 em Uganda, na floresta de Zika. Nas Américas, o Zika vírus somente foi identificado na Ilha de Páscoa, território do Chile, no Oceano Pacífico, no início de 2014. Em abril de 2015 foi confirmada a circulação do vírus no Brasil.

Como dengue, chikungunya e zika são transmitidas?

A transmissão das três doenças se faz pela picada dos mosquitos Aedes aegypti. Quando o vírus circulante no sangue de uma pessoa é ingerido pela fêmea do mosquito durante o repasto, o vírus infecta o mosquito, e após um período de incubação pode ser transmitido para outras pessoas.

Quais são os sintomas das três doenças?

Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, manchas vermelhas no corpo ou exantema e prurido cutâneo.

Assim como a dengue, a chikungunya costuma causar febre alta, dor de cabeça, dores articulares e dores musculares. Mas embora os sinais e sintomas sejam parecidos, a intensidade pode ser diferente. A dor nas articulações (artralgia), por exemplo, geralmente é mais intensa. Além disso, a Febre Chikungunya eventualmente causa quadros mais crônicos com sinais e sintomas que podem se arrastar por meses.

Outra diferença em relação à dengue é a ocorrência de casos graves. Se na dengue os casos graves já são raros, nos de chikungunya estes casos são ainda menos numerosos. Assim como nos casos de dengue, não há um tratamento específico, apenas para aliviar os sintomas.

Os sintomas causados pela infecção pelo zika vírus também são parecidos. A semelhança com a dengue é em função de alguns sinais e sintomas apresentados pelos pacientes como: febre; manchas pelo corpo com coceira; dor de cabeça e nas articulações, além de enjôo e dores musculares. Um fator que pode ajudar na diferenciação é a presença de olho vermelho em alguns casos de infecção por Zika, geralmente sem incomodar.

Como diferenciar dengue, chikungunya e zika?

A diferenciação é feita principalmente através da avaliação clínica. Em alguns casos pode ser necessário realizar exames de sangue para o acompanhamento clínico.

Porém, independentemente de exames para diferenciar qual é doença, o importante mesmo é que o paciente procure atendimento médico assim que os sintomas apareçam, já que o tratamento é realizado sobre os sintomas que o paciente vai desenvolvendo.

Existe medicamento específico para combater ou prevenir estas doenças?

Não existem medicamentos específicos para combater os vírus, o tratamento é sintomático, e também ainda não existem vacinas contra estas doenças já disponíveis até o momento. Portanto, a prevenção consiste em adotar medidas simples no próprio domicílio e arredores que ajudem a combater a proliferação do mosquito transmissor da doença ou prevenir que a pessoa adoeça.

Medidas como armazenar lixo em sacos plásticos fechados; manter a caixa d’água completamente vedada; não deixar água acumulada em calhas e coletores de águas pluviais; recolher recipientes que possam ser reservatórios de água, como garrafas, galões, baldes e pneus, conservando-os guardados e ou tampados; encher com areia os pratinhos dos vasos de plantas e tratar água de piscinas e espelhos d’água com cloro são ações importantes.

Como denunciar os focos do mosquito?

As ações de controle da dengue ocorrem principalmente na esfera municipal. Quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores de um determinado local, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada.


Denúncia de focos



As secretarias Municipais de Saúde são as responsáveis pelo combate direto ao mosquito.

Clique aqui e veja como entrar em contato com a secretaria de sua cidade.
Acompanhe o Rio Contra Dengue nas mídias sociais

Facebook Twitter Youtube
Secretaria de saúde
Links interessantes:
PET Rio sem fumo Rio imagem Rio com Saúde Xô, Zika !!


Alguns direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil